Coronavírus e disfunção erétil

Atualizado: Out 31

Estudos já comprovaram que a disfunção erétil pode ser um sintoma pós-Covid


Hoje já sabemos que a Covid-19 é uma doença sistêmica - suas consequências podem se espalhar pelo organismo mesmo após a infecção aguda - a chamada Covid longa reúne uma lista de mais de 200 sintomas.


E os estudos já confirmaram que a disfunção erétil é um deles.


A dificuldade de manter uma ereção pode acontecer pela ação direta do coronavírus Sars-CoV-2 nos vasos sanguíneos.


O problema também pode surgir pelo efeito traumático da doença - se contaminar, passar por uma longa internação, com complicações, ter uma recuperação lenta, perder entes no processo, podem levar à quadros de ansiedade e depressão, fatores que também pode desencadear a disfunção.


Mas há tratamento. Então se você perceber que pode estar com esse problema, é fundamental procurar um urologista o quanto antes. E também um terapeuta sexual.


Vale dar uma olhada no post que fiz sobre "Covid-19 e as implicações na saúde sexual".

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo